03/08/2023 às 15h00min - Atualizada em 03/08/2023 às 15h00min

Galo é vaiado e sofre derrota inédita como mandante na Libertadores

Para ampliar a má fase em 2023 o Atlético sofreu uma derrota inédita. Nunca antes na história, havia sofrido derrota em casa em mata-mata da competição da Conmebol.

Redação
Foto: Reprodução / Pedro Souza/CAM

Em uma noite de frustração para os torcedores do Atlético-MG, o Galo sofreu uma derrota inédita como mandante na Copa Libertadores. O time mineiro perdeu por 1 a 0 para o Palmeiras na partida de ida das oitavas de final da competição sul-americana. A derrota marcou um momento histórico, já que o Atlético nunca havia sido derrotado em casa em jogos de mata-mata na Libertadores.

O gol da vitória do Verdão foi marcado por Raphael Veiga, e o resultado deixou a torcida atleticana desanimada, resultando em vaias ao final da partida no Mineirão. O Galo pouco levou perigo ao gol de Weverton e acumulou a décima partida consecutiva sem vencer, sendo nove sob o comando de Luiz Felipe Scolari.

A partida de volta acontecerá na próxima quarta-feira, às 21h30, no Allianz Parque. Para manter as chances de avançar às quartas de final, o Atlético-MG precisará devolver o placar adverso. O confronto promete ser emocionante, já que o Galo precisa buscar uma vitória fora de casa contra um adversário qualificado como o Palmeiras.

O momento turbulento da equipe se reflete também no Campeonato Brasileiro, onde o Atlético está apenas em 13º lugar. Neste domingo, o time enfrentará o São Paulo em busca de uma recuperação na tabela.

No retrospecto do Atlético na Libertadores, foram apenas seis derrotas como mandante ao longo da história da competição. A primeira delas ocorreu em 1978, quando o Galo enfrentou o Boca Juniors em uma semifinal. No entanto, naquela fase, os confrontos foram realizados em grupos de três times, e não em um formato de mata-mata.

Em 2023, o Atlético sofreu outra derrota como mandante, quando perdeu por 1 a 0 para o Libertad no Mineirão. A partida ficou marcada também pela explosiva coletiva de imprensa de Eduardo Coudet, que sinalizou problemas em seu trabalho como técnico da equipe. Agora, é Luiz Felipe Scolari quem enfrenta pressão, com a torcida exigindo resultados positivos e um desempenho mais convincente em campo.

O atacante Paulinho, em entrevista após o jogo, ressaltou a qualidade do time, mas admitiu que a fase atual é muito ruim e que é necessário encontrar uma maneira de voltar a vencer. A pressão está sobre o Galo, que precisa encontrar soluções rápidas para reverter a situação desfavorável na Libertadores e no Campeonato Brasileiro.


Notícias Relacionadas »
Fale com a #Redação
Fale com a #Redação
Encontrou algum erro? Quer fazer uma sugestão de matéria? Fale agora mesmo com a redação do Vale 24 Horas