12/11/2023 às 17h03min - Atualizada em 12/11/2023 às 17h03min

Brasileiros deixam Gaza sob tensão e preparam retorno ao Brasil nesta segunda (13)

Brasileiros que deixaram Gaza viveram momentos de tensão e angústia

Foto: Reprodução/Governo Federal
Os brasileiros que cruzaram a fronteira de Rafah, para o Egito, e deixaram a Faixa de Gaza devem embarcar no avião da Presidência da República para o Brasil na manhã desta segunda-feira (13). Eles deixaram a região de intenso conflito em meio à guerra entre Israel e Hamas neste domingo (12), após mais de um mês de negociações por autoridades brasileiras com os governos de Israel e do Egito.

A decolagem está prevista para 11h50 no horário local, e 6h50 no horário de Brasília. O pouso deve ser às 23h30 na Base Aérea de Brasília (DF). Estão previstas três paradas técnicas: em Roma, na Itália; em Las Palmas, na Espanha; e na Base Aérea do Recife, em Pernambuco, já em solo brasileiro. 

O grupo chegou ao Egito antes das 6h da manhã deste domingo, pelo horário de Brasília, e cerca de 11h do horário local. Com os procedimentos no posto de controle da fronteira finalizados, eles devem embarcar em veículos fretados pelo governo brasileiro em direção a Cairo. A viagem terrestre deve iniciar depois do almoço, e durar seis horas. Eles devem passar a noite na capital egípcia, cronograma que permite o embarque aéreo na manhã de segunda.

Ao todo, o grupo tem 32 pessoas, sendo 22 brasileiros e dez palestinos familiares de brasileiros. São 17 crianças, nove mulheres e seis homens. Inicialmente, 34 pessoas estavam na lista para a saída de Gaza, mas duas desistiram da repatriação e decidiram permanecer na região.

O voo de retorno ao Brasil será conduzido pela Força Aérea Brasileira (FAB). O avião reservado para essa operação de retirada de pessoas de Gaza estava próximo à região desde 13 de outubro, às espera de autorização das autoridades para o deslocamento. Eles entraram na lista de quem poderia cruzar a passagem de Rafah somente na última quinta-feira (9), após conversa do chanceler brasileiro Mauro Vieira com o ministro das Relações Exteriores de Israel, Eli Cohen.

A expectativa era de que essa operação fosse feita na sexta-feira (10), mas o plano foi adiado. A prioridade era pela passagem de ambulâncias com feridos na fronteiras que têm fluxo aberto em determinado período durante o dia.

A operação é coordenada pela Secretaria Nacional de Justiça, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, e conta com a atuação dos ministérios do Desenvolvimento Social e da Saúde. O Ministério do Desenvolvimento Social, por exemplo, vai dar apoio na regularização de documentos do grupo. Para aqueles que não tiverem familiares no Brasil, a pasta vai providenciar abrigo.

A repatriação dos brasileiros que residiam na Faixa de Gaza faz parte da Operação Voltando em Paz, do governo federal, que resgata brasileiros no Oriente Médio desde a escalada do conflito entre Israel e o Hamas. Com o novo grupo que saiu de Gaza, terão sido repatriados um total de 1.477 passageiros, além de 53 animais domésticos. Três aeronaves da FAB e duas da Presidência da República foram utilizadas.
 
Notícias Relacionadas »
Fale com a #Redação
Fale com a #Redação
Encontrou algum erro? Quer fazer uma sugestão de matéria? Fale agora mesmo com a redação do Vale 24 Horas