29/08/2023 às 14h27min - Atualizada em 29/08/2023 às 14h27min

Caso Rafael Mascarenhas: Réus podem ser presos 13 Anos após atropelamento

Filho da atriz Cissa Guimarães foi atropelado no dia 20 de julho de 2010 em um túnel na Zona Sul do Rio de Janeiro, e só agora os réus podem ser presos.

Redação
Foto: Reprodução // TV GLOBO

A polêmica envolvendo o caso da morte do músico Rafael Mascarenhas, filho da atriz Cissa Guimarães, volta a ganhar destaque, uma vez que os réus desse triste incidente podem retornar à prisão em regime semiaberto após treze anos. Rafael Mascarenhas foi atropelado fatalmente em um túnel na Zona Sul do Rio de Janeiro, desencadeando uma série de reviravoltas judiciais que variaram as penas dos condenados.

A tragédia ocorreu em 20 de julho de 2010, quando o jovem Rafael foi atingido por um carro enquanto andava de skate no Túnel Acústico, que hoje leva seu nome. A vítima, junto com amigos, aproveitava o fechamento temporário do túnel para manutenção a fim de praticar skate.

Rafael Bussamra, um dos réus, teria efetuado um retorno na contramão para acessar a área bloqueada, supostamente para uma competição de velocidade entre amigos. O carro de Bussamra colidiu com Rafael Mascarenhas a aproximadamente 100 km/h. O músico foi arremessado cerca de 50 metros e não resistiu aos ferimentos.

A reviravolta jurídica incluiu reduções e aumentos nas penas dos condenados. Inicialmente, o julgamento de primeira instância, ocorrido em janeiro de 2015, resultou em sentenças de prisão em regime fechado e semiaberto para Rafael Bussamra e seu pai, Roberto Bussamra. No entanto, poucos dias após a condenação, eles foram libertados.

O caso passou por diversas instâncias judiciais, culminando no Superior Tribunal de Justiça (STJ). O ministro Jorge Mussi negou parcialmente os recursos dos réus e manteve as penas. A decisão da 5ª Turma do STJ também confirmou essa posição.

O mais recente desenvolvimento aconteceu em 26 de julho, quando a 16ª Vara Criminal determinou a execução da sentença definitiva, levantando a possibilidade da prisão dos condenados. O mandado de prisão, entretanto, ainda não havia sido emitido até a última atualização desta notícia.

Cissa Guimarães, mãe de Rafael, manifestou seu alívio com a possibilidade de justiça finalmente ser feita após tantos anos de agonia. Ela compartilhou sua emoção nas redes sociais e expressou gratidão pelo apoio dos fãs.

"Estou muito emocionada, porque, depois de 13 anos, tenho a sensação de que a Justiça vai ser feita e honra a memória do meu filho Rafael Mascarenhas", declarou a atriz.


O caso continua a gerar repercussão, uma vez que a sociedade acompanha de perto os desdobramentos legais e o desfecho de um episódio que deixou uma marca profunda na memória de todos os envolvidos.


Notícias Relacionadas »
Fale com a #Redação
Fale com a #Redação
Encontrou algum erro? Quer fazer uma sugestão de matéria? Fale agora mesmo com a redação do Vale 24 Horas