23/11/2023 às 14h30min - Atualizada em 23/11/2023 às 14h30min

Executivo de Ipatinga encaminha à Câmara projeto de realinhamento salarial

O realinhamento ficou dividido em grupos e promete contemplar todos os servidores municipais em até 8 anos

Foto: Divulgação/PMI

Proposta foi construída em diversas reuniões de trabalho com a participação de técnicos municipais e o sindicato da categoria. Prefeito realizou assinatura simbólica na manhã desta quinta-feira, em cerimônia no pátio da suplan.

Veja como foi a cobertura do Vale 24 Horas:
 


O prefeito Gustavo Nunes oficializou na manhã desta quinta-feira (23), em cerimônia com a participação de assessores, lideranças sindicais, vereadores e inúmeros trabalhadores, no pátio da Suplan, o encaminhamento de projeto de lei à Câmara Municipal de Ipatinga que promove um realinhamento histórico na tabela salarial dos servidores efetivos regidos pela Lei 2.426/2008. O realinhamento proposto se dará de forma horizontal e vertical.

Em pronunciamento um pouco antes de realizar a assinatura simbólica do projeto, o chefe do Executivo fez questão de assinalar “a dedicação das equipes técnicas do governo e a capacidade de diálogo da atual diretoria do Sindicato dos Servidores Municipais – Sintserpi, que mais uma vez contribuiu muito com o seu efetivo compromisso de defender os interesses da categoria, sem politicagens, ranços, parcialidades ou defesa de ideologias partidárias”.

“Ao longo de muitos anos – ressaltou Gustavo –, embora isso fosse um direito legítimo dos servidores, a tabela se mantinha achatada e desalinhada. São décadas de prejuízos imputados aostrabalhadores, que agora vão ser gradativamente corrigidos, graças também à sensibilidade do sindicato para sentar à mesa de estudos e negociação em várias oportunidades, compreendendo a grandeza desse momento. Em sequência ininterrupta, o resultado se fará sentir num período de dois a oito anos, sendo que os primeiros beneficiados serão as classes mais necessitadas”, antecipou.

Ao lado de outros diretores e visivelmente emocionada com o reconhecimento do Executivo, a presidente do Sintserpi, Domitila Morais Gonçalves, também comemorou: “Essa é uma grande conquista, um direito de todos os servidores e que significa um impacto muito positivo na progressão da carreira de todos, especialmente entre aqueles que ganham menos. São pessoas que dão o sangue pelo serviço público e que agora terão seus esforços reconhecidos de forma inédita”, disse.

Reajustes anuais

A prefeitura faz questão de esclarecer que o projeto de realinhamento não exclui os reajustes que devem ser concedidos a cada início de ano, conforme a data-base estabelecida em lei, um benefício inédito igualmente proporcionado pelo atual governo, garantindo obrigatoriamente a correção inflacionária e, ainda, eventuais ganhos reais negociados nas campanhas salariais.

“A presente proposta é fruto de diálogo com os servidores e seus representantes, buscando encontrar soluções equilibradas dentro das limitações orçamentárias do município de Ipatinga. A propósito, a redução de 20% dos repasses do Fundo de Participação dos Municípios - FPM, por parte do Governo Federal, impactoumuito na contabilidade municipal e, mesmo assim, garantimos o mencionado reajuste”, expõe o Executivo na justificativa do projeto enviado à Câmara com pedido de votação em regime de urgência.


Notícias Relacionadas »
Fale com a #Redação
Fale com a #Redação
Encontrou algum erro? Quer fazer uma sugestão de matéria? Fale agora mesmo com a redação do Vale 24 Horas