17/08/2023 às 09h31min - Atualizada em 17/08/2023 às 09h31min

Em regime aberto Anna Carolina Jatobá vive em ap de luxo em SP

Após progressão para o regime aberto, Anna Jatobá condenada no caso Nardoni, vive em apartamento de luxo em São Paulo.

Redação
Foto: Reprodução / Poliana Casemiro- g1

Há dois meses, Anna Carolina Jatobá, condenada pela morte de Isabella Nardoni, deixou o presídio de Tremembé, no interior de São Paulo, e passou a cumprir sua pena em regime aberto. Desde então, ela reside em um apartamento luxuoso no bairro Santana, zona norte da capital paulista. O imóvel, que pertence a Antônio Nardoni, sogro de Anna Carolina, foi designado como sua residência durante o processo que determinou sua progressão para o regime aberto, no final de junho deste ano.

A decisão da Justiça se baseou no fato de que Anna Jatobá conta com apoio familiar e tem a possibilidade de receber tratamento psicoterápico necessário para auxiliar em sua reintegração social no meio aberto. O relatório que embasou a progressão também mencionou seus planos futuros, incluindo a abertura de um ateliê para fabricar pijamas e roupas para animais de estimação.

Além disso, um exame psiquiátrico realizado em novembro do ano passado revelou sua intenção de se reintegrar à sociedade, citando seu relacionamento com Alexandre Nardoni, pai da vítima. No exame, Anna Jatobá negou o crime e afirmou que mantinha um vínculo de afeto com Isabella Nardoni, ressaltando que cuidava dela como se fosse sua filha.

Apesar da concessão do regime aberto, o Ministério Público de São Paulo entrou com um recurso contra a decisão, que ainda aguarda julgamento. Para que o benefício seja mantido, Anna Jatobá deve seguir regras rigorosas, como recolher-se à sua habitação durante o repouso noturno das 20h às 6h, obter ocupação lícita no prazo de 60 dias, comparecer trimestralmente para informar sobre suas atividades e não frequentar locais incompatíveis com o benefício, como bares e casas de jogo.

 


Notícias Relacionadas »
Fale com a #Redação
Fale com a #Redação
Encontrou algum erro? Quer fazer uma sugestão de matéria? Fale agora mesmo com a redação do Vale 24 Horas