09/08/2023 às 17h37min - Atualizada em 09/08/2023 às 17h37min

Câmara de Fabriciano aprova pedido de afastamento do vereador Nélio do Abacaxi

Com quatro ausências, demais vereadores aprovam, por unanimidade, pedido protocolado pelo vereador

Redação
Foto: divulgação

A Câmara Municipal de Coronel Fabriciano (CMCF) aprovou, nessa terça-feira (08), o pedido de afastamento de mandato do vereador Nélio Damasceno (PP). No dia 18 de julho, o vereador solicitou afastamento pelo período de 90 dias alegando “problemas pessoais”.

De acordo com o presidente, Luciano Lugão, o regimento interno prevê o afastamento do mandato de vereador por até 120 dias. “Hoje o legislativo aprovou a solicitação do vereador Nélio do Abacaxi. Foi aprovado o pedido de distanciação pelo período de 90 dias, sem remuneração. Também votamos se haveria a convocação do suplente, aprovado por unanimidade também. Logo, faremos convocação do adjunto para em sequência empossá-lo. O vereador Nélio do Abacaxi não perde o mandato por causa do pedido de licença, seu suplente o substituirá pelo período em que estiver ausente”, esclareceu Lugão.

Com o afastamento de Nélio, a CMCF deve notificar o 1º suplente da coligação Leandro Xingó Tenório de Oliveira, o Xingozinho (PP), que nas eleições municipais de 2020 obteve 544 votos. O 2º suplente é Ramonzinho (PP) que obteve 426 votos. Segundo regimento, a mesa diretora da Câmara precisa aguardar a resposta dos suplentes para anunciar a data da posse do novo vereador.

O presidente Luciano Lugão comentou ainda sobre a necessidade dos vereadores se unirem em prol da Catedral São Sebastião e de sua reforma. Ele participou de uma reunião junto a lideranças para que se mantenha viva essa importante parte da história de Coronel Fabriciano. Outro projeto que ganhou destaque foi o Projeto de Lei 3.314/ 2023, que regulamenta a prestação de serviço funerário no âmbito do Município de Coronel Fabriciano, de autoria do Executivo Municipal. Luciano reforçou a necessidade de analisar como a população mais vulnerável socialmente tem sido atendida pelas funerárias e como os vereadores podem ajudar a melhorar esse atendimento.

"Vamos ouvir todos os lados! Mas não podemos permitir que a negligencia traga ainda mais sofrimento a quem não tem condições financeiras de enterrar um ente querido”, disse Lugão. Ele ainda levantou a necessidade de formação de uma comissão de vereadores para acompanhar a reivindicação dos moradores.

A sessão marcou também o retorno das reuniões no plenário da Câmara, depois de um breve recesso. A reunião ordinária foi transmitida on-line e também foi acompanhada por moradores da cidade e pela imprensa. 


Tags »
Notícias Relacionadas »
Fale com a #Redação
Fale com a #Redação
Encontrou algum erro? Quer fazer uma sugestão de matéria? Fale agora mesmo com a redação do Vale 24 Horas