29/05/2023 às 13h04min - Atualizada em 29/05/2023 às 13h04min

Encontro histórico no Palácio do Planalto: Presidente Lula recebe Nicolás Maduro em visita oficial

Na terça-feira (30), 11 presidentes sul-americanos se reunirão no Palácio do Itamaraty para discutir a integração regional

Redação
Foto: José Cruz/Agência Brasil

Nesta segunda-feira dia 29, ocorreu o encontro entre o presidente Lula e o presidente venezuelano Nicolás Maduro no Palácio do Planalto.

Acompanhado por sua esposa, Cilia Flores, ex-presidente da Assembleia Nacional, Maduro foi recebido por Lula e pela primeira-dama, Janja, ao subir a rampa do prédio.


A princípio houve uma reunião privada, que posteriormente seria ampliada para incluir outros membros da comitiva e do governo. Às 12h30, estava agendada uma cerimônia de assinatura de acordos.

Essa é a primeira visita de Maduro ao Brasil desde julho de 2015, quando participou de uma cúpula do Mercosul em Brasília durante o governo da ex-presidente Dilma Rousseff.

Espera-se que 10 presidentes compareçam à cúpula, incluindo Maduro. O único que não poderá comparecer é a presidente peruana Dina Boluarte, devido a uma restrição constitucional que a impede de deixar o país. Entre os presentes estarão o argentino Alberto Fernández, o chileno Gabriel Boric, o colombiano Gustavo Petro e o uruguaio Luis Lacalle Pou.

O formato da reunião será bastante restrito, com apenas os presidentes, seus ministros das Relações Exteriores e dois assessores cada, dialogando em duas sessões fechadas no Palácio do Itamaraty..

É importante ressaltar que Maduro foi inicialmente proibido de entrar no país pelo ex-presidente Jair Bolsonaro.

Essa medida foi tomada em No ano de 2019, quando Bolsonaro rompeu relações com a Venezuela e retirou os diplomatas brasileiros de Caracas Maduro foi proibido de entrar no Brasil.

Porém essa proibição foi revertida em 30 de dezembro de 2022.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Fale com a #Redação
Fale com a #Redação
Encontrou algum erro? Quer fazer uma sugestão de matéria? Fale agora mesmo com a redação do Vale 24 Horas