22/05/2023 às 14h14min - Atualizada em 22/05/2023 às 14h14min

Empresa norte-americana inova com cerveja artesanal feita de água reciclada

O uso da chamada "água cinza", proveniente de chuveiros e máquinas de lavar é o "grande diferencial da cerveja"

Redação
Foto: reprodução

Uma empresa norte-americana decidiu revolucionar a indústria cervejeira ao criar uma cerveja artesanal feita a partir de água reciclada de chuveiros e máquinas de lavar. A parceria entre a Tartakovsky, especializada em sistemas de reciclagem de água, e a cervejaria Devil's Canyon Brewing Company, localizada no norte da Califórnia, nos Estados Unidos, resultou em uma bebida única.

O uso da chamada "água cinza", proveniente de chuveiros e máquinas de lavar é o "grande diferencial da cerveja". Nesse caso específico, a água cinza é proveniente do arranha-céu de luxo Fifteen Fifty, um edifício de 39 andares localizado em San Francisco, Califórnia. O prédio conta com um sistema de reciclagem da Epic Cleantec, que permite o reuso das águas residuais produzidas pelos residentes.

Para a fabricação da cerveja com água reciclada, foram utilizados aproximadamente 7.600 litros de água cinza, que passaram por um processo de filtragem e purificação. Esse volume foi suficiente para produzir 7.500 latas da cerveja inovadora.

Aaron Tartakovsky, cofundador e CEO da Epic Cleantec, explicou em entrevista ao site do The Weather Channel: "O que queríamos fazer como empresa era realmente mostrar o potencial inexplorado da reutilização de água. Acreditamos que não há desperdício nas águas residuais". A iniciativa busca evidenciar a importância da conscientização sobre o uso sustentável dos recursos hídricos.

Embora a cerveja não esteja disponível para venda comercial, amostras do produto foram distribuídas durante a Conferência da Água da ONU, realizada em março deste ano em Nova Iorque. A proposta é despertar o interesse e abrir caminhos para novas possibilidades no mercado cervejeiro, mostrando que a água reciclada pode ser uma alternativa viável.

Aaron Tartakovsky destaca que a água cinza é frequentemente desperdiçada e pode ser uma excelente opção para as cervejarias. No entanto, um desafio a ser superado é a percepção pública em relação a esse tipo de produto. Ele ressalta que existe um problema de preconceito e falta de conhecimento sobre as águas residuais, e a sociedade muitas vezes não considera o que acontece após utilizar o chuveiro ou abrir a torneira.

Essa iniciativa pioneira demonstra o potencial de inovação e sustentabilidade na indústria cervejeira. Ao repensar o uso da água e buscar alternativas ecologicamente responsáveis, a empresa abre espaço para discussões importantes sobre a conservação dos recursos naturais e a conscientização sobre a importância da reutilização da água.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Fale com a #Redação
Fale com a #Redação
Encontrou algum erro? Quer fazer uma sugestão de matéria? Fale agora mesmo com a redação do Vale 24 Horas