15/05/2023 às 14h57min - Atualizada em 15/05/2023 às 14h57min

Estados Unidos fortalecem capacidades militares

Parceria estratégica com a Ucrânia e aliados promove defesa e estabilidade global

Redação
Foto: Reprodução

Os Estados Unidos estão se preparando para fortalecer suas capacidades militares com a produção de uma grande quantidade de mísseis antitanque Javelin. Em um contrato no valor de US$ 7,2 bilhões, firmado com as renomadas empresas Lockheed Martin e Raytheon Technologies, o país planeja fabricar um total de 28.000 mísseis. 

Esse acordo estratégico está sendo implementado em fases, com um contrato inicial de US$ 1,02 bilhão, que abrange a produção de 6.300 mísseis. A expectativa é que o restante da produção seja concluído até o final de 2026.


Para viabilizar parte desse contrato, a Ucrânia também contribuirá com financiamento adicional, demonstrando o apoio e o compromisso mútuo entre os dois países. 

Essa parceria não apenas fortalece as relações entre os Estados Unidos e a Ucrânia, mas também visa reforçar a capacidade de defesa da Ucrânia no contexto da atual invasão russa. 

Nesse sentido, os Estados Unidos fornecerão generosamente 10.000 mísseis antitanque Javelin à Ucrânia, a fim de auxiliar no combate a essa agressão.

Além de suprir as necessidades ucranianas, o acordo de produção dos mísseis Javelin também inclui a entrega para outros países aliados dos Estados Unidos. Entre eles, destacam-se Albânia, Austrália, Estônia, Irlanda, Lituânia, Macedônia, Nova Zelândia, Noruega, Omã, Polônia, Tailândia e Reino Unido. 

Essa medida reforça a cooperação internacional no que diz respeito à segurança e à defesa, contribuindo para a estabilidade global e para o fortalecimento das relações entre esses países.

A produção e a distribuição desses mísseis antitanque Javelin demonstram o compromisso dos Estados Unidos em promover a segurança e proteger seus aliados, além de enviar uma mensagem clara sobre sua determinação em enfrentar qualquer ameaça à paz e à estabilidade. 

Essa iniciativa certamente terá um impacto significativo nas capacidades de defesa dos países envolvidos, proporcionando-lhes uma ferramenta eficaz para neutralizar ameaças e proteger suas forças militares.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Fale com a #Redação
Fale com a #Redação
Encontrou algum erro? Quer fazer uma sugestão de matéria? Fale agora mesmo com a redação do Vale 24 Horas