15/05/2023 às 14h41min - Atualizada em 15/05/2023 às 14h41min

Preocupações crescentes sobre a cooperação militar China-Rússia na Ásia

Ministro japonês destaca interconexão entre segurança na Europa e no Indo-Pacífico e pede resposta unificada

Redação
Foto: Reprodução

O ministro das Relações Exteriores do Japão, Yoshimasa Hayashi, expressou preocupação com a crescente cooperação militar entre China e Rússia na Ásia.

Ele afirmou que a situação de segurança na Europa e no Indo-Pacífico estão interligadas e destacou que a comunidade internacional deve responder de forma unida à guerra da Rússia na Ucrânia. 


Enquanto o Japão apoia a Ucrânia, a China permanece neutra e fortalece sua relação com a Rússia. Hayashi acusou a China de tentar mudar o status quo nos mares ao redor de Taiwan e alertou sobre as provocações crescentes da Coreia do Norte na região. 

Hayashi participou de uma reunião com ministros da União Europeia e do Indo-Pacífico, mas a China não foi convidada. 

A maioria dos países da UE forneceu apoio militar à Ucrânia e impôs sanções à Rússia. 

A UE pretende compartilhar sua análise das causas e consequências da guerra, sem tentar convencer os países do Indo-Pacífico a se alinharem com sua posição. 

A UE também afirmou que é possível discutir o Indo-Pacífico sem a presença da China.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Fale com a #Redação
Fale com a #Redação
Encontrou algum erro? Quer fazer uma sugestão de matéria? Fale agora mesmo com a redação do Vale 24 Horas