11/05/2023 às 13h52min - Atualizada em 11/05/2023 às 13h52min

Entenda sobre o papel dos ataques cibernéticos no programa de mísseis da Coreia do Norte

Explorando a conexão entre roubo de criptomoedas e ambições nucleares, enquanto os EUA intensificam a resposta

Redação
Foto: Reprodução
Metade do programa de mísseis da Coreia do Norte é financiado por meio de ataques cibernéticos e roubo de criptomoedas, de acordo com um funcionário da Casa Branca. 

O governo dos EUA está empenhado em compreender a habilidade criativa do país nesse espaço, com agências de inteligência trabalhando para identificar agentes norte-coreanos e o Tesouro rastreando criptomoedas roubadas.


A preocupação internacional em relação ao programa de mísseis e armas nucleares da Coreia do Norte tem aumentado, especialmente após o teste de um novo míssil balístico intercontinental em abril. 

Hackers norte-coreanos têm roubado bilhões de dólares de bancos e empresas de criptomoedas, fornecendo uma importante fonte de receita para o regime. 

As autoridades americanas acreditam que parte desse dinheiro é usado no desenvolvimento de armas. Essas atividades cibernéticas norte-coreanas são regularmente apresentadas a altos funcionários dos EUA, incluindo o presidente Joe Biden.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Fale com a #Redação
Fale com a #Redação
Encontrou algum erro? Quer fazer uma sugestão de matéria? Fale agora mesmo com a redação do Vale 24 Horas