26/04/2023 às 14h37min - Atualizada em 26/04/2023 às 14h37min

Bolsonaro depõe pela segunda vez, após volta ao Brasil

A investigação é de que as postagens de Bolsonaro questionando as eleições tenham incentivado o vandalismo contra a sede dos três poderes

Redação
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O ex-presidente Jair Bolsonaro chegou à Polícia Federal, nesta manhã de quarta-feira (26), para depor sobre os atos do dia 8 de janeiro. 

Bolsonaro passou a ser investigado por determinação do ministro Alexandre de Moraes, do STF, sob pedido da Procuradoria-Geral da República. 

Além do ex-presidente vão estar presentes os advogados Paulo Bueno, Marcelo Bessa e Fabio Wajngarten, que era secretário de Comunicação durante a gestão de Bolsonaro. 

Bolsonaro foi ouvido pela primeira vez no dia 5 de abril, mas em decorrência do caso das joias trazidas da Arábia Saudita.

Veja também

 

O STF fez, nessa segunda-feira dia 24, o julgamento das 100 primeiras denúncias apresentadas pela Procuradoria-Geral da República contra participantes dos atos do dia 8 de janeiro.


O ministro Alexandre de Moraes, que atua como relator, novamente foi o primeiro a votar. E tornou réus os 200 envolvidos.


Os réus vão responder aos crimes de associação criminosa armada, abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado, dano qualificado pela violência e grave ameaça com emprego de substância inflamável contra o patrimônio da União e com considerável prejuízo para a vítima e deterioração de patrimônio tombado

 

 

 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Fale com a #Redação
Fale com a #Redação
Encontrou algum erro? Quer fazer uma sugestão de matéria? Fale agora mesmo com a redação do Vale 24 Horas