25/04/2023 às 16h11min - Atualizada em 25/04/2023 às 16h11min

Com plano de uma compra conjunta, países integrantes da União Europeia criam uma alternativa para vencer os altos preços do gás

Essa questão passou a ser um problema desde que, não haverá mais a compra de gás da Rússia em decorrência das sanções aplicadas a esta nação

Redação
Foto: Reprodução

Nessa terça-feira (25) foi criado pela União Europeia uma forma de fazer com que empresas dos países integrantes do bloco façam pedidos conjuntos para compra de gás.

A idéia é manter combustível suficiente e fugir o máximo possível da alta dos preços.

As empresas têm até o dia 2 de maio para definir o quanto gás desejam comprar  por meio de contratos.

Apesar da alternativa visar dar garantia de combustível armazenado, este esquema vai auxiliar somente em baixas quantidades a princípio, sendo elas de 13,5 bilhões de metros cúbicos, comparado a uma demanda de cerca de 360 bcm.

Tudo isso levando em conta que os integrantes do bloco são obrigados a preencher o estoque de gás em 90% até o mês de novembro.


Notícias Relacionadas »
Fale com a #Redação
Fale com a #Redação
Encontrou algum erro? Quer fazer uma sugestão de matéria? Fale agora mesmo com a redação do Vale 24 Horas