25/04/2023 às 13h42min - Atualizada em 25/04/2023 às 13h42min

Empresa de aviões ucraniana desiste de fazer negociações com o Brasil por repúdio as falas de Lula sobre a guerra

A empresa estava a procura de expandir seu mercado em outros continentes devido a guerra

Redação
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Com projeto que envolvia a construção de 70 mil metros quadrados de indústria, contando com novas tecnologias e uma pista de testes de avião;  

A empresa ucraniana Antonov retirou a possibilidade de fazer negócios com o Brasil devido as declarações do presidente Lula sobre a guerra da Ucrânia, e sua aproximação com a Rússia, principalmente depois de receber o ministro das relações exteriores Sergey Lavrov. 

Os seus representantes no Brasil planejavam fazer fábricas nos estados de São Paulo e no Paraná, no qual seriam investidos US$ 50 bilhões com possível geração de 10 mil empregos no setor em diversas áreas. 

Após tomar essa decisão, os representantes da empresa disseram que aguardam um posicionamento do governo e do estado de São Paulo reiterando que não compactua com as falas do presidente Lula, e que vai garantir que os Ucranianos serão muito bem recebidos em nosso território.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Fale com a #Redação
Fale com a #Redação
Encontrou algum erro? Quer fazer uma sugestão de matéria? Fale agora mesmo com a redação do Vale 24 Horas