20/04/2023 às 14h52min - Atualizada em 20/04/2023 às 14h52min

Professora é intimada a depor após fazer postagem no instagram usando mensagem de ironia com massacre em escolas

Apesar de ter o hábito de postar imagens da rotina, ela se define como mãe, empreendedora e professora.

Redação
Foto: Reprodução/Redes sociais
Foi aberta nesta manhã desta quinta-feira (20), uma investigação para apurar a conduta da professora da rede pública Lorena Santos, de 28 anos, por ter postado uma foto nas redes sociais com uma legenda escrita "look especial para o massacre".

A Polícia Civil do Distrito Federal diz que a atitude da moça pode ser classificada em "provocar alarme, anunciando desastre ou perigo inexistente, ou praticar qualquer ato capaz de produzir pânico ou tumulto". O tempo de prisão para este tipo de crime varia de 15 dias a seis meses, ou pagamento de multa.

A Secretaria de Educação do Distrito Federal se manifestou e informou que fará a apuração. Em nota, o órgão disse: "A direção do CEF Doutora Zilda Arns do Itapoã tomou conhecimento do caso por meio das redes sociais e imediatamente pediu para que a professora excluísse a publicação". Na postagem na rede social Instagram, a mulher escreveu: "Se eu morrer hoje, estarei belíssima pelo menos".

Através de uma coletiva de imprensa na quinta-feira, dia 13, o secretário de Segurança, Sandro Avelar, e a secretária de Educação, Hélvia Paranaguá, anunciaram um plano de segurança para escolas do estado, como reforço do efetivo do Batalhão de Policiamento Escolar, criação de novos canais de denúncia e otimização do uso dos carros das corporações.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Fale com a #Redação
Fale com a #Redação
Encontrou algum erro? Quer fazer uma sugestão de matéria? Fale agora mesmo com a redação do Vale 24 Horas