11/04/2023 às 16h15min - Atualizada em 11/04/2023 às 16h15min

Prefeitura de Ipatinga promove campanha contra queimadas

O evento contou com a presença de autoridades da região

Redação
Foto: Felipe Machado
Com o tema “Pequenas Faíscas, Grandes Incêndios”, a Prefeitura de Ipatinga, em parceria com a Polícia Ambiental e Corpo de Bombeiros, lançou nesta terça-feira (11), no Viveiro Municipal, uma nova Campanha de Prevenção e Combate às queimadas, conforme a Lei nº 4.234, de 15 de setembro de 2021, que institui o Mês de Prevenção e Combate às Queimadas.

O evento contou com a presença de autoridades da região que falaram sobre a importância da prevenção aos incêndios e das ações de conscientização sobre os perigos das queimadas que estão programadas para o mês de abril. 
 
De acordo com o prefeito Gustavo Nunes, a Administração municipal, juntamente com os demais órgãos competentes, fará todo esforço no trabalho de prevenção e conscietização da população quanto às queimadas. “O município, através de nosso Departamento de Meio Ambiente, já está atuando em locais com maior incidência de incêndios, fazendo aceiros, ou seja, limitando áreas de prevenção em caso de algum incêndio. Anualmente, fazemos aproximadamente 18 mil metros de aceiros. Assim é possível minimizar o impacto do fogo, evitando sua propagação. De toda forma, estamos atuando também nas escolas, com campanhas educativas para os alunos, e blitze, buscando a conscientização nas comunidades”, pontuou o chefe do Executivo.

 
A cada ano, especialmente nos períodos mais secos, as queimadas trazem graves consequências, principalmente danos à natureza. Os incêndios ameaçam animais silvestres e atentam contra a saúde da população, elevando sobretudo os problemas respiratórios. 
 
Segundo o secretário da pasta de Segurança e Convivência Cidadã (Sescon), Warley Geraldo Silva, o município já tem um mapeamento dos pontos com maior incidência do problema. “Os principais bairros de Ipatinga com focos de incêndio recorrentes são Veneza, Planalto, Parque das Águas, Caravelas, Jardim Panorama, Ayrton Senna, Bom Retiro, Bom Jardim, Esperança, Bethânia e Canaã e já estamos trabalhando de forma preventiva junto às comunidades”, adiantou.
 
Números preocupantes
Conforme os dados disponibilizados pelo Corpo de Bombeiros Militar, em 2022 foram registrados no município nada menos que 159 focos de incêndio, sendo 114 deles somente entre os meses de abril e setembro. Os números apontam para o percentual de 71,7% dos casos apenas nesses meses, que também coincide com o período de estiagem.  
 
Prevenção
É importante  a população estar conscientizada de como evitar as queimadas. Algumas práticas recomendadas são: nunca queimar o lixo doméstico, entulhos e folhas secas, principalmente em locais próximos a áreas de vegetação; não jogar pontas de cigarro acesas, latinhas ou garrafas nos acostamentos de rodovias ou região de matas; evitar queimar para renovar pastagens ou áreas de plantação. Procure alternativas sustentáveis para esta ação. Faça aceiros (faixas ao longo das cercas, livres de vegetação da superfície do solo) nas propriedades rurais e fique atento a qualquer surgimento de queimada.
 
Outras recomendações são manter limpa a propriedade na zona urbana, caso seja proprietário de terreno, mesmo com pouca ou nenhuma vegetação; não soltar balões (além de ser um ato perigoso, é crime conforme a Lei de Crimes Ambientais. O balão pode cair ainda aceso, em uma área de vegetação, e assim ocasionar um incêndio florestal).
 
Vale lembrar sempre que evitar queimadas e incêndios é garantir um ar cada vez mais puro e dar qualidade de vida para todos os seres vivos. 
 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Fale com a #Redação
Fale com a #Redação
Encontrou algum erro? Quer fazer uma sugestão de matéria? Fale agora mesmo com a redação do Vale 24 Horas