11/04/2023 às 11h26min - Atualizada em 11/04/2023 às 11h26min

Lula deseja relançar parceria com China

A ideia é construir parcerias e fazer sociedade com os chineses para que possam fazer investimentos em projetos inovadores

Redação
Foto: Joédson Alves/ Agência Brasil

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva parte nesta terça-feira (11) em uma importante visita à China, o maior parceiro comercial do Brasil. Acompanhado por uma comitiva de empresários, governadores, deputados, senadores e ministros, a programação oficial se estende de quarta-feira (12) a sexta-feira (14) nas cidades de Xangai e Pequim, respectivamente. O objetivo é relançar as relações entre os dois países, que haviam se esfriado nos últimos anos.

O presidente chinês, Xi Jinping, será um dos principais interlocutores de Lula durante a viagem. A intenção é consolidar a relação com a China e mostrar os projetos de interesse, convidando Xi Jinping para visitar o Brasil em uma reunião bilateral. A ideia é construir parcerias e fazer sociedade com os chineses para que possam fazer investimentos em projetos inovadores, como uma nova rodovia, ferrovia, hidrelétrica ou qualquer outra iniciativa que contribua para o desenvolvimento do Brasil.

Em 2022, a China importou mais de US$ 89,7 bilhões em produtos brasileiros, especialmente soja e minérios, e exportou quase US$ 60,7 bilhões para o mercado nacional. O volume comercializado cresceu 21 vezes desde a primeira visita de Lula ao país, em 2004. Com a presença do presidente, a expectativa é que mais de 20 acordos sejam assinados entre os dois países, incluindo a construção do sexto satélite da linha CBERS, que permitirá o monitoramento de biomas como a Floresta Amazônica mesmo com nuvens.

Lula estava inicialmente programado para visitar a China no final de março, mas adiou a viagem devido a um quadro de pneumonia. A viagem à China é a quarta visita internacional de Lula após a posse no cargo. A comitiva inclui oito ministros, cinco governadores e mais de 20 parlamentares. A delegação buscará relançar a relação sino-brasileira, que celebra em 2023 o cinquentenário do início das relações comerciais entre os dois países.

 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Fale com a #Redação
Fale com a #Redação
Encontrou algum erro? Quer fazer uma sugestão de matéria? Fale agora mesmo com a redação do Vale 24 Horas