11/04/2023 às 09h46min - Atualizada em 11/04/2023 às 09h46min

Artesanato e Gastronomia recebe incentivo em Ipatinga

A Associação de Expositores da Feirarte, Artistas e artesãos do Vale do Aço (AEFAVA) recebeu indicação de emenda impositiva

Redação
Foto: divulgação

No ano de 2022, através de indicação da Vereadora Professora Mariene, a AEFAVA recebeu indicação de uma emenda impositiva na ordem de 19 mil reais, para ser aplicada no desenvolvimento de seu principal produto, a feira de arte, gastronomia e artesanato, Feirarte.

Os recursos recebidos através da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer (SEMCEL), chegaram já no fim do ano de 2022 e, por isso, foram aplicados no início desse ano como descrito pela vereadora Professora Mariene: "as verbas destinadas servem para desonerar os expositores no custo de locação de equipamentos de som e luz, palco e serviços técnicos de montagem e desmontagem".

Sobre os impactos gerados com o recebimento da emensa, Athos Paiva, presidente da AEFAVA explica que "a feira é um ambiente onde podemos comercializar nossos trabalhos e, por isso, fornecemos como contrapartida aos munícipes e turistas, apresentações culturais gratuitas. Tais apresentações, apresentam diversos custos para os expositores da feira e, através do recruso recebido, amortizaremos as despesas e poderemos, assim, ofertar serviços de mais qualidade".

Uma história de constribuições para Ipatinga

Criada em 1998 através do Decreto 3979 e regulamentada no mesmo ano, através do Decreto 4010, a Feirarte sempre exerceu papel fudamental para a valorização do trabalhador artesanal na cidade de Ipatinga. É um dos maiores incentivadores de artistas locais, visto que em todas as suas edições, remunera artistas da região, não só da música, mas do ateatro, do circo e das artes plásticas.

Outra grande contribuição, foi a sua vinda para o Parque Ipanema no ano de 2018. Nesse ano, o parque passava por uma grande renovação, iniciada com a decisão judicial da Vara da Comarca de Ipatinga, em deferimento ao pedido do Ministério Público, para a retirada das barracas que ficavam ilegalmente na orla de sua área verde.

A partir daí, várias estratégias de requalificação foram implementadas, na tentativa de ressignificar o sentido de pertencimento dos munícipes com o parque, visto que o mesmo é patrimônio histórico e artístico reconhecido como cartão-postal da cidade, o que justifica seu tombamento, bem como, na revitalização das áreas devastadas pelas antigas barracas.

"A Feirarte abriu as portas para que os antigos proprietários das barracas pudessem ser inseridos como expositores, dando oportunidade de continuarem seus trabalhos", afirma Athos. A presença dos empreendedores e consequentemente dos visitantes e turistas, trouxe uma ocupação positiva ao local, minizando a incidências da dinâmica criminal, atraindo também, novos empreendimentos e investidores.

Hoje, a Feirarte emprega mais de 200 pessoas em seus mais de 30 empreendimentos. Em 2021, através da Secretaria Estadual de Cultura e Turismo, a iniciativa recebeu o prêmio de Boas Práticas, sendo icluída como um dos principais atrativos turísticos do Estado.

"A Feirarte tem extrema importância cultural, comercial e histórica para nossa cidade. É o maior ponto de encontro nos finais de semana no Vale do Aço" afirma Mariene que convida a todos a "visitar, conhecer, contribuir e valorizar os trabalhos desenvolvidos pelos feirantes".

Segundo a organização, a Prefeitura Municipal, grande incentivadora e parceira desse negócio, disponibiliza aos visitantes do Parque Ipanema e da Feirarte, duas áreas de estacionamento gratuito, sendo a primeira no hall de entrada do Estádio Municipal Ipatingão e a segunda, na área de estacionamento lateral ao estádio, sendo acessada através do bairro Novo Cruzeiro ou pela entrada da avenida Roberto Burle Marx, próxima da sede do Corpo de Bombeiros.

 


Tags »
Notícias Relacionadas »
Fale com a #Redação
Fale com a #Redação
Encontrou algum erro? Quer fazer uma sugestão de matéria? Fale agora mesmo com a redação do Vale 24 Horas