12/01/2023 às 15h51min - Atualizada em 12/01/2023 às 15h51min

Ipatinga: Vigilantes terceirizados por empresa reclamam de salário atrasado; Prefeitura diz que não atrasou pagamentos à empresa

Informações apuradas pela reportagem publicadas no Portal da Transparência e no edital da licitação corroboram com a versão dada pela Prefeitura. A reportagem não conseguiu contato com a empresa responsável pelos funcionários terceirizados

Redação
Foto: Divulgação/PMI

Funcionários da empresa Bromo Segurança e Vigilância Armada, contratada por meio de licitação para prestar serviços de vigilância patrimonial de escolas da rede municipal de Ipatinga, têm inundado as redes sociais nesta quinta-feira (12) reclamando do não pagamento dos salários do mês de janeiro (referentes ao serviço prestado em dezembro de 2022) por parte da empresa. 

Segundo funcionários da empresa em postagens nas redes sociais, ao questionarem a empresa, a Bromo responde a eles dizendo que a “Prefeitura de Ipatinga não fez a ela o pagamento referente a dezembro”.

Conforme apurado pela reportagem junto ao Portal da Transparência da Prefeitura Municipal de Ipatinga, a prefeitura tem realizado pontualmente o pagamento das liquidações do serviço prestado ao longo do contrato, inclusive no último mês de dezembro, quando pagou a quantia de R$ 473.554,61 pelos serviços prestados. 
Respondendo ao questionamento feito pela reportagem do Vale 24 Horas, a prefeitura de Ipatinga informou que “não possui pagamento em atraso com a referida empresa”. 

“Informamos que a Prefeitura não possui pagamento em atraso com a referida empresa. A única nota em aberto foi emitida em 02/01/2023 e está em processo de tramitação, seguindo o prazo contratual de até 30 dias para pagamento. Inclusive, a previsão de pagamento é antes do prazo final. A Prefeitura irá notificar a empresa, a fim de verificar o motivo da folha de pagamento dos colaboradores não estar em dia”, informou a prefeitura, por meio de nota enviada à reportagem do Vale 24 Horas.

Conforme apurado, o prazo de 30 dias para pagamento após a emissão da nota fiscal, mencionado pela Prefeitura de Ipatinga, está previsto no edital do Pregão Presencial N.º 002/2019 - SME, no qual a empresa saiu como vencedora da licitação para prestar o serviço referido.

A reportagem tentou contato com a Bromo para ouvir a versão da empresa. Primeiramente, tentamos contactar a empresa através do telefone fixo indicado no seu site, mas ninguém atendeu aos telefonemas. 

Ao ligar para um número de celular informado no Facebook da empresa, uma pessoa atendeu e disse que não era funcionário da empresa, que “somente prestou serviços comerciais para a Bromo”. Esta pessoa forneceu outro número de celular, para falarmos com um responsável pela empresa, mas também não conseguimos realizar contato.
​ 
Também enviamos um pedido de nota por e-mail para a empresa, mas até o momento da publicação desta matéria a empresa não havia respondido. Caso responda posteriormente, adicionaremos o posicionamento nesta matéria. 


Notícias Relacionadas »
Fale com a #Redação
Fale com a #Redação
Encontrou algum erro? Quer fazer uma sugestão de matéria? Fale agora mesmo com a redação do Vale 24 Horas