28/02/2024 às 13h07min - Atualizada em 28/02/2024 às 13h07min

Inicia nesta quarta-feira (28) a vacinação contra dengue em Coronel Fabriciano

Imunizante está sendo aplicado nas escolas municipais da cidade. O público-alvo são crianças, de 10 e 11 anos.

G1
Foto: Divulgação / Semsa

A Prefeitura de Coronel Fabriciano, por meio da Secretaria de Governança da Saúde, informou que a vacinação contra a dengue teve início nesta quarta-feira (28). O público-alvo são crianças de 10 e 11 anos.

A imunização está sendo realizada nas escolas municipais da cidade e, posteriormente, a campanha seguirá para as escolas estaduais e particulares.

Oito cidades no Leste de Minas foram contempladas com os imunizantes: Coronel Fabriciano, Timóteo, Pingo-d'Água, Marliéria, Santa Maria de Itabira, Jaguaraçu, Dionísio e Córrego Novo. Ao todo, foram 521 no estado.

Santa Maria de Itabira iniciou a vacinação no último sábado (24), enquanto Córrego Novo começou na segunda-feira (26). Timóteo e Dionísio deram início ao esquema vacinal na terça-feira (27).

Veja a relação completa de datas de vacinação por cidade:

  • Coronel Fabriciano: começou nesta quarta-feira (28)
  • Córrego Novo: segunda-feira (26)
  • Dionísio: terça-feira (27)
  • Jaguaraçu: começa sexta-feira (1º)
  • Marliéria: começa quinta-feira (29)
  • Pingo-d'Água: sem previsão
  • Timóteo: terça-feira (27)
  • Santa Maria de Itabira: começou no último sábado (24)

Segundo o Ministério da Saúde, o público-alvo são crianças e adolescentes de 10 a 14 anos que residem nas cidades determinadas pelo Governo Federal. Devido ao baixo estoque de vacinas, alguns municípios limitaram o público às idades de 10 e 11 anos.

Conforme o Ministério da Saúde, a restrição na cobertura se deve à baixa capacidade na produção do imunizante pelo laboratório japonês Takeda Pharma.

A Secretaria de Saúde de Minas Gerais informou que, nas 35 cidades sob a jurisdição da Superintendência Regional de Saúde (SRS) de Coronel Fabriciano, já foram confirmados 13.802 casos de chikungunya e 5.992 de dengue, somente em 2024. Além disso, há 14 mortes por dengue em investigação.


Notícias Relacionadas »
Fale com a #Redação
Fale com a #Redação
Encontrou algum erro? Quer fazer uma sugestão de matéria? Fale agora mesmo com a redação do Vale 24 Horas