18/08/2023 às 13h38min - Atualizada em 18/08/2023 às 13h38min

Unileste promove roda de conversa para enfrentamento à violência contra a mulher

Evento realizado no Centro Universitário faz alusão à campanha Agosto Lilás.

Redação
Foto: Divulgação

O Centro Universitário Católica do Leste de Minas Gerais (Unileste) sediou um significativo evento nesta quarta-feira (16), intitulado "Experiências e desafios no enfrentamento à violência contra a mulher". A iniciativa, em consonância com a campanha nacional Agosto Lilás, visou promover uma discussão aberta e informada sobre os obstáculos enfrentados no combate à violência de gênero e as formas de conscientização e prevenção.

A roda de conversa abordou uma variedade de tópicos, desde a sensibilização sobre a questão até a exploração das soluções eficazes para conter a violência contra a mulher. Foram discutidas as raízes culturais e sociais que perpetuam esse cenário e a importância das instituições de ensino em conscientizar a sociedade e capacitar cidadãos comprometidos com a igualdade e o respeito. Um ponto de destaque foi a necessidade de uma rede de apoio abrangente para as mulheres vítimas de diversos tipos de violência.

Dra. Angélica Barroso Bastos, professora do curso de Direito do Unileste e mediadora do evento, ressaltou a importância do diálogo aberto sobre um assunto tão sensível, reforçando o compromisso da instituição em contribuir para a mudança positiva da sociedade. Ela enfatizou que a educação e a conscientização são ferramentas fundamentais na construção de um mundo livre de violência.

Agosto Lilás: Combatendo a Violência contra a Mulher

O Agosto Lilás, criado em 2016 em celebração aos 10 anos da Lei Maria da Penha (11.340/2006), é uma campanha de âmbito nacional que tem como objetivo aumentar a visibilidade e a conscientização sobre os serviços especializados de assistência às mulheres em situação de violência, assim como os mecanismos de denúncia disponíveis. A cor lilás foi escolhida como símbolo da resiliência das vítimas e da busca por um mundo mais igualitário e seguro.

Lei Maria da Penha: Marcando uma Década de Luta

Promulgada em 7 de agosto de 2006, a Lei Maria da Penha representa um marco na batalha contra a violência doméstica e familiar no Brasil. A lei foi nomeada em homenagem a Maria da Penha Maia Fernandes, uma farmacêutica cearense que se tornou um ícone de resistência após ser vítima de violência doméstica. Ela agora lidera movimentos de defesa dos direitos das mulheres e é um exemplo emblemático da luta contra a violência de gênero.


Notícias Relacionadas »
Fale com a #Redação
Fale com a #Redação
Encontrou algum erro? Quer fazer uma sugestão de matéria? Fale agora mesmo com a redação do Vale 24 Horas