07/08/2023 às 09h30min - Atualizada em 07/08/2023 às 09h30min

Advogado é preso por agredir esposa em Coronel Fabriciano

Ele é acusado de agredir sua esposa, de 43 anos. Ela informou que ele é usuário de crack e, naquele dia, ele estava sob efeito da substância.

Redação
Foto: Reprodução

Um advogado de 44 anos foi detido pela Polícia Militar (PM) na tarde desse domingo (7) no bairro Amaro Lanari, em Coronel Fabriciano, no Vale do Aço. Ele é acusado de agredir sua esposa, de 43 anos, durante uma contenda que aconteceu nas proximidades de um parente da mulher que estava acamado devido a um AVC.

Conforme relatos da mulher no Boletim de Ocorrência (BO), o marido é ''advogado de um monte de traficantes do Caladinho que, inclusive, fizeram seu esposo viciar em drogas''. Ela informou que ele é usuário de crack e, naquele dia, ele estava sob efeito da substância.

A confusão teve início quando o advogado, agitado devido ao uso de crack, começou a perturbar os moradores com gritaria na rua. Ao tentar visitar o parente enfermo, a situação se agravou e ele acabou agredindo a esposa com empurrões e feriu o braço direito dela com uma chave do carro.

Os vizinhos tentaram intervir, mas o advogado reagiu com chutes e socos, causando lesões em outras pessoas presentes no local, incluindo um homem de 29 anos e outro de 52 anos. Um jovem de 26 anos que tentou separar também foi agredido e teve um dedo da mão esquerda lesionado.

Quando a PM chegou à cena, o advogado fugiu em seu veículo, um Gol branco, alegando que não seria preso por ser advogado e que retornaria ao local para que todos o vissem. No entanto, os policiais conseguiram encontrá-lo em sua casa e deram voz de prisão em flagrante.

Durante a prisão, o advogado demonstrava nervosismo e falava de forma arrogante sobre seu conhecimento das leis. Ele foi conduzido ao hospital para atendimento médico, onde negou o uso de crack e alegou ter ingerido apenas uma lata de cerveja. No entanto, sua esposa afirmou que ele realmente usou crack, pois seu comportamento é característico quando sob efeito da droga.

No veículo do advogado, os policiais encontraram latas de refrigerante usadas como "cachimbos" para o consumo de crack, além de um pequeno cano de tubulação de cobre também utilizado para esse fim.

A vítima manifestou a intenção de representar contra o marido, alegando que sua agressividade quando sob efeito de crack e álcool é constante.

O advogado foi conduzido até a Delegacia de plantão e deverá responder pelas acusações de agressão e posse de material relacionado ao uso de drogas.


Notícias Relacionadas »
Fale com a #Redação
Fale com a #Redação
Encontrou algum erro? Quer fazer uma sugestão de matéria? Fale agora mesmo com a redação do Vale 24 Horas