03/08/2023 às 14h22min - Atualizada em 03/08/2023 às 14h22min

Dois moradores de Ipatinga morrem com suspeita de febre maculosa após pescaria

As vítimas, residentes de Ipatinga, teriam contraído a doença durante uma pescaria no conhecido local de Lagoa Vermelha em Caratinga.

Redação
Foto: Reprodução

A cidade de Ipatinga, em Minas Gerais, está em alerta após a trágica morte de dois homens com suspeita de febre maculosa. As vítimas, residentes de Ipatinga, teriam contraído a doença durante uma pescaria no conhecido local de Lagoa Vermelha, situado no distrito de Caratinga.

A Gerência Regional de Saúde de Coronel Fabriciano notificou o município de Caratinga sobre os óbitos, desencadeando uma pronta resposta das autoridades de saúde locais. A cidade confirmou a notificação e planeja coletar amostras de carrapatos na área onde os dois homens estiveram durante a pescaria.

Essas amostras serão encaminhadas à Fundação Ezequiel Dias (Funed) para a realização de exames laboratoriais. Essa etapa é crucial para confirmar ou descartar a febre maculosa como causa dos óbitos.

De acordo com a notificação, os dois homens, ao retornarem para casa após a pescaria, apresentaram sintomas alarmantes. Ambos relataram terem sido acometidos por febre, dor de cabeça intensa, náuseas, vômitos, diarreia, dor abdominal, inchaço, vermelhidão nas palmas das mãos e sola dos pés, além de manchas vermelhas nos pulsos e tornozelos.

A febre maculosa é uma doença transmitida por carrapatos infectados pela bactéria Rickettsia rickettsii. Casos dessa enfermidade têm sido relatados em várias partes do país, e sua gravidade é uma preocupação para a saúde pública.

As autoridades sanitárias de Ipatinga e Caratinga estão trabalhando em conjunto para investigar e conter qualquer possível surto da doença. As medidas preventivas, como a utilização de repelentes e o uso de roupas adequadas em áreas de risco, devem ser amplamente divulgadas para a conscientização da população local e visitantes.

Enquanto aguardam os resultados dos exames, as famílias das vítimas e a comunidade de Ipatinga estão em luto e em alerta, e as autoridades permanecem vigilantes para evitar que mais casos da doença ocorram. O monitoramento contínuo da situação é essencial para garantir a segurança e a saúde da população.


Notícias Relacionadas »
Fale com a #Redação
Fale com a #Redação
Encontrou algum erro? Quer fazer uma sugestão de matéria? Fale agora mesmo com a redação do Vale 24 Horas