30/06/2023 às 15h45min - Atualizada em 30/06/2023 às 15h45min

Projeto Parque de Histórias resgata a magia da contação de histórias para alunos da rede pública de ensino de Ipatinga

Com o apoio da Prefeitura Municipal de Ipatinga, os espetáculos de narração de histórias serão realizados em vários bairros da cidade

Redação
Foto: PMI

Numa era em que crianças, cada vez mais cedo, são apresentadas às telas digitais, Raquel Vieira, a Flora Manga, por meio do Projeto Parque de Histórias, se propõe a resgatar um hábito antigo e mágico: a contação de histórias presencial. “A contação de histórias ajuda a transmitir a cultura local e a socializar os ouvintes. Para as crianças, ainda melhora as habilidades de escuta, inspira curiosidade, favorece a imaginação, melhora a concentração, enriquece o vocabulário, entre tantos outros benefícios”, destaca a atriz.

Com a ajuda de cenário, sonoplastia, objetos cênicos, técnicas circenses, contorcionismo e standup, Flora Manga vai levar os espetáculos para alunos da rede pública municipal de ensino de Ipatinga a partir de 4 de julho. As histórias escolhidas são todas consagradas, seja da literatura clássica, do folclore ou da literatura popular brasileira e universal.
 
Onde ocorrerão os espetáculos
Com o apoio da Prefeitura Municipal de Ipatinga, os espetáculos de narração de histórias serão realizados nas seguintes datas e escolas do município:
- 04/07 – 9h30 – Escola M. Maria Rodrigues Barnabé – bairro Iguaçu
- 04/07 – 14h – Escola M. João Amparo Damasceno – bairro Vila Celeste
- 05-07 – 9h30 – Escola M. Everson Magalhães de Souza – bairro Jardim Panorama
- 05-07 – 14h – Escola M. Henrique de Freitas Badaró – bairro Esperança
- 06/07 – 9h30 – Escola M. Lucinda Fernandes Madeira – bairro Cidade Nobre
- 06/07 – 14h – Escola M. Padre Cícero de Castro – bairro Bom Retiro

A expectativa é que os espetáculos contemplem 1.500 alunos da rede pública municipal. Após a apresentação, os alunos ainda serão premiados no concurso LEITORES NA ESCOLA. Cada escola vai eleger 20 alunos e o prêmio para cada um deles é o livro “João mata sete”.
Ilustrado por Renato Alarcão, o livro trata da história de um modesto e pequeno alfaiate que vivia numa vila do interior. Ele é atormentado por algumas moscas enquanto deliciava-se com uma geleia e consegue matar todas com único golpe. Vendo nisso um ato heroico, ele costura uma faixa com o escrito “Mato sete de uma vez” e sai pelo mundo para mostrar sua façanha. O que ele não esperava é que iria se envolver numa série de enrascadas das quais teria de ser matreiro e usar a inteligência de um típico caipira para contornar as situações.
 
Quem é Flora Manga
Flora Manga é storyteller, arte-educadora e produtora cultural. Ministra cursos de formação e oficinas para educadores com foco no poder das histórias. Idealizou e coordenou diversos projetos de educação patrimonial tendo como elemento central as histórias populares, folclore e clássicos da literatura universal. É apresentadora do programa de TV e canal no Youtube “A Fantástica Loja de Histórias da Flora Manga”, uma referência para pais e professores.
O Projeto Parque de Histórias Contos Populares e Universais é patrocinado pela Usiminas por meio da Lei de Incentivo Federal Pronac 193047. Ele foi concebido e é realizado por Raquel de Souza Vieira, a Flora Manga, por meio da Lei de Incentivo à Cultura.


Notícias Relacionadas »
Fale com a #Redação
Fale com a #Redação
Encontrou algum erro? Quer fazer uma sugestão de matéria? Fale agora mesmo com a redação do Vale 24 Horas