23/06/2023 às 17h30min - Atualizada em 23/06/2023 às 17h30min

A ONG Ajudôu promove campanha do agasalho responsável, criativa e educacional para alunos de judô

Feirinha de Inverno do Projeto Mais Judô combina educação financeira e solidariedade em Santana do Paraíso

Redação
Foto: Divulgação
Em Santana do Paraíso, a ONG Ajudôu realiza o Projeto Mais Judô, que oferece aulas gratuitas de judô para 100 crianças. Neste fim de semana, as aulas terão uma pausa para a realização de uma iniciativa inovadora que combina uma campanha do agasalho com educação financeira.
 
Durante o semestre, os alunos do Mais Judô receberam uma quantia fictícia em dinheiro para gerenciar. Cada aluno teve a oportunidade de aprender conceitos importantes de administração financeira ao lidar com esse valor. Comportamentos inadequados resultaram em perdas do dinheiro fictício, enquanto atitudes exemplares foram recompensadas com acréscimos ao valor recebido.

Como tudo começou
 
A Feirinha de Inverno surgiu a partir da iniciativa pessoal da professora de judô do projeto, Frantieska Valadares.

“Eu e minha mãe começamos a separar nossas roupas e objetivos de casa para doar. No início, eu dei aos alunos a escolha de alguns itens, mas fiquei com receio de gerar tumulto. Por isso, eu tive a ideia de fazer a Feirinha de Inverno e possibilitar a “compra” de acordo com o comportamento deles”, comenta Frantieska.

 
Dia de Feira
 
Neste sábado, dia 24, às 9h da manhã, será realizada a feira no local de treinamento do Mais Judô, na Av. João Alves Nogueira, 1108. Os alunos terão a oportunidade de usar o dinheiro fictício adquirido para adquirir agasalhos na feirinha. Aqueles que se comportarem bem serão valorizados e poderão aproveitar as compras com entusiasmo. Por outro lado, os alunos que não tiveram um desempenho adequado aprenderão uma lição valiosa sobre a importância de tomar decisões responsáveis.
 

Essa iniciativa da Feirinha de Inverno do Projeto Mais Judô não apenas contribui para a campanha do agasalho, fornecendo roupas quentes para quem precisa, mas também promove a educação financeira entre os alunos, incentivando o desenvolvimento de habilidades financeiras desde cedo. Parabéns à Frantieska e a toda equipe por essa abordagem criativa e enriquecedora”, conclui Júlio César Lana Jaques, Fundador e Diretor Executivo do Ajudôu.


Sobre o Ajudôu
 
A ONG Ajudôu, reconhecida como de utilidade pública nas esferas municipal e estadual, tem desempenhado um papel importante na promoção do esporte e na inclusão social de crianças e adolescentes. Fundada em 1995, a organização já beneficiou mais de 40 mil jovens em mais de 50 cidades de 6 estados diferentes, oferecendo aulas gratuitas não apenas de judô, mas também de futebol, futsal, vôlei, basquete, handebol e natação.
 
Notícias Relacionadas »
Fale com a #Redação
Fale com a #Redação
Encontrou algum erro? Quer fazer uma sugestão de matéria? Fale agora mesmo com a redação do Vale 24 Horas