19/06/2023 às 14h54min - Atualizada em 19/06/2023 às 14h54min

Identificadas as vítimas do atentado da escola no Paraná

Já são mais de 24 ataques nas escolas registrados aqui no Brasil, mais da metade nos últimos 4 anos

Redação
Foto: Câmara de Cambé

A jovem Karoline Verri Alves, 16 anos, foi baleada e morreu no local. Um outro aluno, Luan Augusto, 16 anos, foi baleado na cabeça, socorrido e levado para o Hospital Universitário de Londrina.

Após ouvir disparos, testemunhas acionaram a polícia e o atirador foi preso. De acordo com as informações da Polícia Militar, foram aprendidos junto ao ex aluno uma machadinha, carregadores de revólver e a armada usada no crime.

Um caderno com anotações sobre ataques nas escolas, incluindo o ataque de Suzano, em São Pulo também foi encontrado com o atirador. A Secretaria de Segurança Publica levantou a informação de que o jovem é esquizofrênico e já faz tratamento para doença.

Já são mais de 24 ataques nas escolas registrados aqui no Brasil, mais da metade nos últimos 4 anos. O presidente Lula usou suas redes sociais para prestar solidariedade aos familiares das vítimas, lamentou tristemente o ocorrido. As autoridades do país e principalmente do Paraná decretaram Luto.

Ataque

Na manhã desta segunda-feira (19) mais um atentado foi registrado desta vez a tragédia aconteceu em Cambé distrito do Paraná. Uma estudante foi morta a tiros e outro ficou gravemente feriado, depois que um ex aluno entrou armado na instalações da escola e efetuou os disparos.

De acordo com as informações do governo do Paraná, o jovem era ex aluno do Colégio Estadual Professora Helena Kolody, e chegou ao local alegando o interesse de buscar seu histórico escolar.

Sobre as informações do governo estadual, o ex aluno foi detido e encaminhado para Londrina, distante cerca de 15 quilômetros de Cambé.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Fale com a #Redação
Fale com a #Redação
Encontrou algum erro? Quer fazer uma sugestão de matéria? Fale agora mesmo com a redação do Vale 24 Horas