09/11/2022 às 13h49min - Atualizada em 09/11/2022 às 13h49min

Fabriciano se destaca na eliminação vertical da transmissão do HIV

Município está prestes a receber uma certificação de reconhecimento através do Governo Federal

Redação - Ipatinga/MG
Foto: Divulgação/PMCF

O município de Coronel Fabriciano está prestes a receber do Governo Federal mais um importante reconhecimento na área da saúde, a Certificação de Eliminação da Transmissão Vertical do HIV.

O processo de documentação está bem encaminhado junto à Secretaria de Estado da Saúde (SES) e ao Ministério da Saúde. Nesta terça e quarta-feira, dias 8 e 9/11, técnicos do Estado e de Brasília estão na cidade para conhecer as práticas adotadas, entrevistar os profissionais de saúde do município e atestar os procedimentos que levaram ao pedido de reconhecimento.

Na prática, o reconhecimento significa que o município vem conseguindo conter a transmissão do vírus HIV na forma vertical, quando se dá da mãe para o bebê durante a gestação, parto ou amamentação do recém-nascido. Para isso, o município organizou seu serviço de saúde, rastreando e examinando todas as gestantes, antecipando tratamentos e medicações e oferecendo uma rede de atendimento eficaz para que os bebês tenham condições de nascer tendo preservada sua saúde.

O trabalho foi desenvolvido pela equipe do Programa IST/AIDS e Hepatites Virais, ligado à gerência de Atenção Especializada da Secretaria de Governança da Saúde, formada por assistente social, psicólogo, nutricionista, médico, enfermeiro, técnico de enfermagem e farmacêutico. A elegibilidade para concorrer a certificação exigiu trabalho em equipe, emissão de relatórios de gestão e assistência, capacitação dos servidores e informatização de toda a rede.

PREVINE BRASIL

Recentemente, o município alcançou o 1º lugar geral no ranking do Previne Brasil, programa do Ministério da Saúde que mede a qualidade da Atenção Primária em Saúde por meio de rígidos indicadores, dentre eles o pré-natal e a saúde da mulher.

O Secretário de Governança da Saúde, Ricardo Cacau, ressalta que o esforço do município para cumprir as metas do programa levaram a outras conquistas, como a eliminação da transmissão vertical do HIV.

"Nós implantamos um monitoramento constante dos casos, dando à mulher gestante a atenção que ela merece e precisa. O foco no cuidado com as pacientes, o estudo dos casos e a medicina aplicada conforme critérios mundiais nos trouxeram estes resultados os quais temos que comemorar", disse Cacau.

Cacau ainda parabenizou a equipe de Atenção Especializada.

"Isso é fruto da seriedade com que tratamos a saúde no nosso município e a equipe do programa está de parabéns pelo atendimento humanizado e pelo compromisso com os resultados".


CERTIFICAÇÃO

Para implantação da certificação, o Ministério da Saúde lançou uma cartilha para orientação dos municípios na aplicação dos critérios técnicos. O reconhecimento foi iniciado em 2017 e trata-se de uma estratégia do Ministério da Saúde (MS) para fortalecer a gestão e a rede de atenção do Sistema Único de Saúde (SUS), aprimorando ações de prevenção, diagnóstico, assistência e tratamento das gestantes, parcerias sexuais e crianças, além da qualificação da Vigilância Epidemiológica.

Essa estratégia tem o propósito de certificar municípios que tenham atingido os critérios e os indicadores estabelecidos para eliminar a transmissão vertical do HIV, em conformidade com as diretrizes da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) e da Organização Mundial da Saúde (OMS). 

Em 2022, 42 municípios estão em processo de obtenção da certificação.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://vale24horas.com.br/.
Fale com a #Redação
Fale com a #Redação
Encontrou algum erro? Quer fazer uma sugestão de matéria? Fale agora mesmo com a redação do Vale 24 Horas